Empreendedorismo e liderança em saúde – uma nova tendência

Por muito tempo, a área de empreendimento em saúde foi muito desacreditada. Especialistas achavam isso por acreditar que a formação dos profissionais da saúde era apenas voltada para o aspecto assistencial, de tratamento e de pesquisa científica. Com o surgimento e popularidade das mídias sociais, vemos que é impossível pensar nesse setor sem mencionar o boom dos serviços de tecnologia na saúde e do perfil de paciente que necessita cada vez mais de informação e facilidades.

Estamos em um contexto de desenvolvimentos hospitalares e profissionais dispostos a inovar, que exige do profissional da saúde um perfil empreendedor e de liderança. A liderança é um tema complexo e intensamente discutido nos últimos tempos também, e cada vez mais crescente na área da gestão em saúde. Liderança, entretanto, não é uma competência exclusiva de determinada área profissional. Ela é considerada como competência indispensável no processo de gerenciar serviços, pessoas ou grupos. No cenário mundial, estão ocorrendo mudanças nas empresas e no mercado de trabalho, como a busca por flexibilização e ampliação do conhecimento. Com isso, existe a busca por profissionais que dominem novas competências de empreendedorismo e liderança.

A liderança empreendedora foca no conhecimento sobre si. O profissional precisa entender seus pontos fortes e quais servirão no seu projeto. É importante verificar seus pontos de dificuldade e as situações nas quais não daria conta de conduzir as atividades necessárias. Esse processo é gradual, depende do amadurecimento e da consciência de que não pode ser solitário e deve buscar competências em colegas. É humano e sábio reconhecer que precisa de outras pessoas e uma função importante na liderança.

Um líder empreendedor da área de saúde deve ter iniciativa para assumir os riscos de ter um próprio negócio. Traçando metas, objetivos e alterando o que for necessário para seguir seu caminho. Alguns comportamentos característicos dele são: ser visionário, organizado, conseguir se relacionar bem com profissionais da área e estar disposto a se capacitar em finanças e economias, para gerir bem o seu negócio.

Talvez o principal desafio na área de saúde é ser inovador, estar atento às tecnologias de cuidado e assistência, e antes de tudo, se capacitar para ser especialista no campo determinado. É preciso sair da zona de conforto. Uma boa dica é seguir a tendência do empreendedorismo digital, muitos profissionais da saúde têm iniciado páginas, sites, perfis com dicas e até mesmo canais no youtube. Essa pauta faz sucesso por promover a educação em saúde de forma acessível e simples. O paciente está cada vez mais exigente, o profissional da saúde precisa acompanha-lo.